segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Sambódromo



O Sambódromo é o palco máximo do carnaval carioca. Nele acontecem os desfiles das escolas de samba do Grupo Especial, da Série A e das escolas de samba mirins. Inaugurado em 1984, foi projetado pelo famoso arquiteto Oscar Niemeyer. Antes de sua inauguração os desfiles aconteceram em vários lugares diferentes do centro da cidade. Porém com o crescimento do espetáculo se fez necessário um local fixo com a infraestrutura adequada para receber as apresentações.
A Passarela Professor Darcy Ribeiro, seu nome oficial, tem outros apelidos como Sapucaí (referência à Rua Marquês de Sapucaí onde foi construído) e o mais famoso: Sambódromo.
No ano de 2012 foi reinaugurada após passar por reformas para sediar modalidades esportivas para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Tem capacidade para 72 mil espectadores que se dividem entre os blocos de arquibancadas de concreto, camarotes e frisas, estes dois últimos montados próximo ao período carnavalesco.
No final do Sambódromo fica a Praça da Apoteose, uma grande área com uma estrutura de concreto em formato que se assemelha a uma letra “M”. A praça também serve de espaço para shows durante o ano.





 

Vídeo 


segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Jardim dos Manacás



O Jardim dos Manacás é uma praça localizada na Floresta da Tijuca. O belo jardim era o local preferido da imperatriz D. Leopoldina, ali ela se reunia com as damas da corte para tomar chá. Este jardim fica ao lado da trilha destinada a deficientes físicos e visuais. O nome manacá vem de uma árvore originária da Mata Atlântica que circunda o jardim. No centro do jardim existe uma pequena fonte datada do Século XIX.





Vídeo

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Praia da Barra da Tijuca



A Praia da Barra da Tijuca é a mais extensa da cidade do Rio de Janeiro. Com 14km de extensão, a praia se divide em quatro trechos: Quebra-mar, Pepê, Barra da Tijuca e Reserva.
O trecho próximo ao Quebra-Mar fica perto do Canal da Joatinga que faz a ligação da Lagoa da Tijuca ao mar aberto. Dali partem travessias de stand up padle e outras modalidades que vão até as Ilhas Tijucas, arquipélago localizado em frente ao canal.
A Praia do Pepê fica num trecho onde até hoje funciona um quiosque de um atleta famoso já falecido. O Pepê praticava voo livre e tinha um quiosque na Praia da Barra e outro na Praia de São Conrado. Com a fama do quiosque o trecho da praia ficou conhecido por esse nome.
A Praia da Barra da Tijuca se estende desde o Pepê até as proximidades da Avenida Ayrton Senna, onde começa a Praia da Reserva. Este é o maior entre os trechos e possui mar agitado sendo comum a prática do surf. Além de contar com muitos condomínios residenciais, atualmente a Praia da Barra também conta com vasto número de hotéis ao longo da orla, fato que se intensificou com os Jogos Olímpicos.
O último trecho da praia é a Reserva. Esta área se estende desde as proximidades do Alfa Barra até o Recreio dos Bandeirantes. Neste trecho fica a Reserva de Marapendi, uma das poucas áreas naturais que sobreviveram ao crescimento desenfreado da Barra da Tijuca. Nessa parte da orla existem alguns quiosques, estacionamento e nada mais.











Vídeo


 

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Centro Cultural da Justiça Eleitoral



O Centro Cultural da Justiça Eleitoral foi inaugurado em 2008, porém passou quase dez anos fechado e foi reaberto em dezembro de 2016. O edifício, localizado na Rua 1º de março no centro da cidade, foi construído em 1892 para abrigar o Banco do Brasil, entretanto o banco nunca funcionou no local. Ao longo dos anos foi sede do Supremo Tribunal Federal e do Tribunal Superior Eleitoral. O espaço abriga atualmente uma exposição que traz os 20 anos da urna eletrônica utilizada nas eleições brasileiras. A entrada é gratuita e somente o primeiro piso está aberto para visitação.












Vídeo



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares